Em Feira de Santana, justiça suspende corrida de jegue

A Justiça decidiu suspender a realização da corrida de jegue programada para a manhã deste domingo (3), em Feira de Santana.

Em Feira de Santana, justiça suspende corrida de jegue
A Justiça decidiu suspender a realização da corrida de jegue programada para a manhã deste domingo (3), em Feira de Santana. A decisão foi tomada pela 2ª Vara de Fazenda Pública do município.

A decisão, compartilhada pelo site Acorda Cidade, parceiro do Bahia Notícias, proferida pelo juiz Luís Roberto Cappio Guedes Pereira, é resultado de uma ação movida por advogados por meio do Instituto Protecionista - SOS Animais e Plantas e Rede de Mobilização pela Causa Animal.

Até o momento, os responsáveis pelo evento a Associação dos Organizadores de Cavalgadas, Missa de Vaqueiros e Festejos Equestres de Feira de Santana não foram comunicados oficialmente da decisão.

"Oficialmente não fomos comunicados e inclusive estamos surpresos com essa decisão porque nós já tivemos reuniões com o Ministério Público, Sociedade Protetora dos Animais, e eles nos passaram algumas normas e essas normas estão em cumprimento", contou Paulo Silva, um dos organizadores.

E prosseguiu: "Então você está aqui que todos os animais estão sendo avaliados por veterinário, estão na sombra, estão alimentados, e os corredores não podem usar nenhum tipo de acessório. Eles não usam espora, não usam taca, não usam nada para bater nos animais. É uma brincadeira, um evento cultural, regional, que já realizamos há 48 anos. Inclusive, a corrida de jegue existe no Brasil inteiro e recentemente houve a corrida de jegue em outra cidade, aqui em São Gonçalo, vizinho nosso", finalizou.