Bahia receberá quatro novas maternidades com recursos do Novo PAC; veja lista das cidades contempladas

Quatro cidades da Bahia vão receber investimentos e recursos para a construção de uma maternidade municipal, através do Novo Plano de Aceleração do Crescimento (Novo PAC), eixo saúde.

Bahia receberá quatro novas maternidades com recursos do Novo PAC; veja lista das cidades contempladas
Quatro cidades da Bahia vão receber investimentos e recursos para a construção de uma maternidade municipal, através do Novo Plano de Aceleração do Crescimento (Novo PAC), eixo saúde. O anúncio foi feito pelo Ministério da Saúde, nesta quarta-feira (10). As cidades contempladas com as obras são Lauro de Freitas, Amargosa, Serrinha e Valença.

A construção do equipamento nesta última cidade já tinha sido anunciada pela reportagem do Bahia Notícias, no último dia 21. Além da Bahia, a pasta vai construir essas novas unidades de saúde em mais 21 estados, com um investimento de R$ 4,6 bilhões do programa.

Segundo o órgão, os locais vão contemplar mais de 26 milhões de mulheres, proporcionando até 583 mil atendimentos por ano e se juntando a uma série de outras iniciativas do governo federal destinadas. De acordo com o ministério, as maternidades serão localizadas, prioritariamente, em macrorregiões de saúde com maiores índices de mortalidade materna e com necessidade de leitos.

Essas maternidades serão divididas em porte 1, com 8.200m2 e capacidade para até 100 leitos; e porte 2, com 10.150m2 e capacidade para até 150 leitos.

Os locais vão ofertar atendimento nos setores assistenciais de centro de parto normal intra-hospitalar; ala de suítes de pré-parto, parto e pós-parto; centro cirúrgico e obstétrico; alojamentos conjuntos; quartos de internação de alto risco; unidade de terapia intensiva neonatal; unidade de cuidados intermediários; unidade de canguru; unidades de terapia intensiva materna; suítes de expectação para mulheres em situações emergenciais.

Além disso, o espaço ainda terá áreas privativas para mulheres vítimas de violência; unidade de urgência e emergência; diagnóstico por imagem com radiologia; tomografia; ultrassonografia; cardiotocografia; laboratório de análises clínicas; áreas de apoio técnico; banco de leite; apoio logístico e administrativo: além de um ambulatório e casa da gestante bebê e puérpera.