Aos gritos de 'olé', Bahia volta a triunfar fora de casa e bate o Athletico-PR no Brasileirão

O Bahia retomou momentaneamente o G4 do Brasileirão após vencer com autoridade o Athletico Paranaense dentro da Ligga Arena na noite desta quarta-feira (10), em Curitiba.

Aos gritos de 'olé', Bahia volta a triunfar fora de casa e bate o Athletico-PR no Brasileirão
O Bahia retomou momentaneamente o G4 do Brasileirão após vencer com autoridade o Athletico Paranaense dentro da Ligga Arena na noite desta quarta-feira (10), em Curitiba. No placar de 3 a 1, Everaldo, Biel e Luciano Juba foram os jogadores que carimbaram o triunfo do Tricolor, chegando à marca de 80 gols marcados na temporada; Di Yorio descontou para o Furacão. A equipe agora assume a quarta colocação na tabela e volta a colar no líder, com apenas um ponto de diferença.

O Esquadrão volta a garantir os três pontos após quatro jogos sem vencer fora de casa, sendo o último contra o Botafogo no dia 5 de maio, quando o clube venceu por 2 a 1.

O time baiano agora volta para Salvador, onde jogará ao lado da sua torcida na Casa de Apostas Arena Fonte Nova, pela 17ª rodada do Brasileirão, contra o Cuiabá. O árbitro apita o jogo neste sábado (13), às 16h.

PRIMEIRO TEMPO

O primeiro tempo começou morno, mas com um Bahia paciente, e foi dessa forma que chegou ao primeiro gol. De pé em pé, aos nove minutos, Jean Lucas acionou Biel, que entrou na área e chamou a marcação até rolar para Everaldo cravar um golaço de bico para o Esquadrão.

Athletico quase empata

Di Yorio arrancou pelo lado direito e mandou uma bomba para Marcos Felipe espalmar. Na sobra, Christian pegou de primeira e mandou para fora aos 14 minutos.

Esquadrão amplia o placar

Repeteco do primeiro gol. Novamente de pé em pé, aos 14 minutos Everaldo rolou para Jean Lucas pela direita da área e tocou para Biel empurrar sozinho para o fundo da rede.

Bahia chega novamente com perigo

Tentando furar a linha alta imposta pelo Furacão, o Bahia tornou a chegar com perigo aos 31 minutos. De Pena cobrou escanteio no primeiro pau e Rezende desviou a bola com muito perigo, mas Thiago Heleno afastou.

O Tricolor quer o terceiro!

Gilberto aproveitou a falha na defesa do Athletico e rolou para Cauly no meio de campo, o camisa 8 partiu para a entrada da área e rolou para Biel livre na esquerda, o autor do segundo gol chutou chapado no canto de Léo Linck, que fez uma defesaça aos 37.

SEGUNDO TEMPO

Começando atrás no resultado, o início da segunda etapa foi melhor para o Athletico, que passou a tomar mais as ações do jogo. Aos seis minutos, Fernandinho chutou de fora da área, exigindo defesa de Marcos Felipe.

Athletico chega com perigo

Aos doze minutos, Christian recebeu uma bola enfiada de Fernandinho, o meia tocou de primeira para Pablo livre, mas o goleiro do Bahia saiu bem e afastou.

Pressão do Furacão

Pablo recebeu na entrada da área, cruzou para Di Yorio chutar em cima de Marcos Felipe, que salvou o Bahia novamente.

Gol do Athletico-PR

É pra colocar fogo no jogo! Fernando conduziu a bola pela esquerda e cruzou para Di Yorio diminuir o placar para o Furacão aos 14 minutos.

Pra fora, Thaciano!

Após cobrança de escanteio aos 26 minutos, o Athletico perdeu a bola para o contra-ataque do Bahia, Everton Ribeiro achou Thaciano livre, que chutou de cobertura para o lado de fora do gol de Léo Linck.

Esquadrão faz o terceiro!

Em cobrança de falta aos 32 minutos, Luciano Juba cobrou com bola desviada na barreira e jogou um balde de água fria no Furacão.

FICHA TÉCNICA

Athletico-PR 1 x 3 Bahia

Campeonato Brasileiro - 15ª rodada

Local: Ligga Arena, em Curitiba

Data: 10/07/2024 (quarta-feira)

Horário: 19h

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima

Assistentes: Fernanda Nândrea Gomes Antunes (FIFA-MG) e Schumacher Marques Gomes (PB)

VAR: Daiane Muniz (FIFA-SP)

Gols: Di Yorio (Athletico-PR) / Everaldo, Biel e Luciano Juba (Bahia)

Cartões amarelos: Fernandinho, Thiago Heleno (Athletico-PR) / Everaldo e Rezende (Bahia)

Athletico-PR: Léo Linck; Fernando, Gamarra, Thiago Heleno e Léo Godoy; Gabriel (Zapelli), Fernandinho, Julimar (Cuello), Christian e Emersonn (Pablo); Di Yorio.Técnico: Juca Antonello

Bahia: Marcos Felipe; Luciano Juba, Kanu, Gabriel Xavier e Gilberto (Cicinho); Rezende, Jean Lucas, De Pena (Everton Ribeiro) e Cauly; Biel (Thaciano) e Everaldo (Ademir).Técnico: Rogério Ceni.