Após um ano, Whindersson assume que não houve traição de Luísa Sonza: 'Eu que terminei'

Após um ano, Whindersson assume que não houve traição de Luísa Sonza: 'Eu que terminei'

Após tecer diversas críticas sobre a condução do governo de Jair Bolsonaro na pandemia da Covid-19, a cantora Luísa Sonza fou acusada novamente de trair o ex-marido, Whindersson Nunes, com o atual namorado, o cantor Vitão (veja aqui). Ao ver a repercussão, o humorista falou sobre o caso pela primeira vez.

"Opa, rapaziada, ok, vamos lá, eu que terminei e não foi por traição", afirmou. Depois da declaração, ele foi criticado por seguidores por não ter dito isso ao longo deste ano em que a ex-mulher estava sofrendo ataques na web: "Gente, eu não vi nada não, sério mesmo".

"Não sei se vocês percebem, mas nem na onda Big Brother eu entro com vocês, eu trabalho muito", disse. "Também não acho que tenho que me posicionar sobre nada não, não viajem em época nenhuma", seguiu.

O artista, então, respondeu mais questionamentos dos seguidores. ""Se [traição] foi algo que ela nunca fez, por que ninguém nunca me defendeu pelas piadas de corno? Já que não aconteceu?", ironizou. "Sim, porque cada um cuida da própria vida, ela a dela, e eu da minha".

O nome do humorista acabou ficando em primeiro lugar nos trending topics do Twitter. Além das críticas sobre não ter defendido Sonza, alguns internautas também o atacaram por supostamente apoiar Bolsonaro.

"E que bolsominion o quê, galera, meu Deus olha para a minha cara", rebateu. "Também fiz um trabalho para a Havan em 2018, aí começou as eleições e o véio virou, de fato, o véio da Havan, eu devolvi uma parte da grana e saí".

O casal se separou no dia 29 de abril de 2020, após pouco mais de dois anos casados (veja aqui). Desde então, a cantora vive um romance com o cantor Vitão, apontado como o pivô do divórcio (veja aqui). Já Whindersson está casado e esperando um filho com a estudante Maria Lina (veja aqui).