PM de São Paulo prende homem condenado a mais de 23 anos de reclusão por crime bárbaro em Euclides da Cunha

Euclides da Cunha em ação

PM de São Paulo prende homem condenado a mais de 23 anos de reclusão por crime bárbaro em Euclides da Cunha

Foi preso no estado de S√£o Paulo o homicida Leonardo Luiz Ribeiro Paulino, vulgo Leo, de 20 anos, autor de um crime b√°rbaro em Euclides da Cunha, no dia 10 de janeiro de 2017. A pris√£o ocorreu nesta quarta-feira, 17, por policiais militares lotados no 5¬ļ Batalh√£o de A√ß√Ķes Especiais de Polícia (BAEP), em uma comunidade do Munhoz Jr., em Osasco.

Segundo a Polícia Civil de Euclides da Cunha, Leonardo foi condenado pela Justi√ßa a cumprir pena de reclus√£o de 23 anos e 4 meses pelo crime de homicídio qualificado por matar com requintes de crueldade o jovem Rubens Alef dos Santos que à época tinha 23 anos de idade. O homicídio ocorreu no bairro Urbis (Populares) com o uso golpes de faca, paralelepípedo e peda√ßo de pau e contou com a participa√ß√£o de outro indivíduo. O corpo foi abandonado em um matagal, na proximidade do loteamento do Parque Wilson.

Rubens Alef estava dormindo quando foi atingido na cabe√ßa com um paralelepípedo, em seguida foi esfaqueado v√°rias vezes golpeado com um peda√ßo de pau. Leonardo gravou um vídeo em seu celular, com a vítima agonizando, quando lambeu as m√£os sujas com o sangue. Na sequ√™ncia, ele e os comparsas enrolaram a vítima em um colch√£o e jogaram em um matagal.

Leonardo foi preso tr√™s dias após o crime, mas estava foragido desde o m√™s de abril, quando conseguiu fugir do presídio da Mata Escura, na cidade de Salvador, Bahia.

O portal Notícias Osasco destaca que os policiais do Baep estavam em patrulhamento pelo bairro quando notou o nervosismo de Leonardo ao ver os militares. "Com a atitude suspeita ele foi abordado. Na revista pessoal nada irregular foi encontrado. Ao apresentar o documento, ele entregou aos agentes de seguran√ßa um RG que ao ser consultado na Central de Opera√ß√Ķes da PM (Copom) apresentou informa√ß√Ķes desconexas. Com os dados irregulares foi realizada uma busca minuciosa nos órg√£os públicos nacionais e acabou constando que o criminoso era procurado".

Fonte: euclidesdacunha.com